SBT e Record e suas overdoses

Não
necessita ser um especialista em TV, para saber que tanto a Rede SBT com a Record vivem momentos turbulentos, nas suas tardes. Ambas emissoras
usam a exaustão um mesmo tipo de produto, só porque ele vem dando resultado. No
entanto em certo momento a reprise da reprise cansa o telespectador.  
Chaves é
curinga do SBT assim como Todo Mundo Odeia o Cris é pra Record. É fato
também que o SBT é uma vitrine
altamente lucrativa para o Grupo Sílvio
Santos
, como a Rede Record é
para IURD
 No início do ano o SBT retirou o mexicano, mais velho em exibição na TV, para dar
lugar aos brasileiros Patati e Patata.
A audiência caiu pela metade, e havia um pequeno investimento na faixa, que
anteriormente, tinha custo quase zero e bom faturamento. Na Record o Cris dança na grade, e chega a fazer o hit da Xuxa, o dança estica e puxa
O SBT resolveu mais uma vez, retirar o
mexicano do ar, alegando preservar a atração, que estava virando overdose em
vídeo. Soa até plausível. Chaves é
uma overdose. É também um excelente produto! Mas deve ser usado sob medida. Em excesso
tira o encanto. Mas na verdade Chaves
saiu do ar, para promover a Jequiti
Cosméticos
, e entra na grada outro produto overdose, o Roda a Roda. Além da exibição semanal, continua sendo exibido aos
domingos. Outra ponto a se observar, é Patrícia
Abravanel
.  A filha de Sílvio Santos anda bastante exposta no
canal. Ela comando o Cante se Puder
que pelo andor da carruagem ficará em vídeo até o final do ano, e participa do Jogo dos Pontinhos, no programa do pai.
E agora acumula apresentação do semanal Roda
a Roda
. Tudo porque é a garota propaganda da marca. Enquanto isso outros
nomes ficam na geladeira, e quando saem como o caso de Hélem Ganzarolli é para apresentar um lixo televisivo. Se Patrícia será banida do vídeo e em
pouco tempo voltaremos a ter uma overdose de Chaves novamente, só tempo dirá. Embora os fãs do mexicano já
articulam um movimento nas rede sociais.
Já a
Rede Record marca corpo mole. Das
atrações do SBT em exibição nas
tardes, não dá para se tomar medidas trágicas de mudanças. A emissora da Barra Funda além do Cris reprisado usa o Tudo a Ver, como reprise para todos os
seus programas. O Cris também tem a
sua faceta inteligente, e deveria ocupar o espaço de um episodio, antes da
novela Rebelde. Se o seriado chega à
marca de 11 pontos, o remake mexicano atingirá os dois dígitos sem esforço. E teremos
ainda o efeito cascata. Já o Tudo a Ver
poderia ser mais bem aproveitado nas tardes da Record News como forma de revista eletrônica. No enorme buraco que
se abre, a emissora poderia dar atenção ao público infantil. O Record kids, que se limita ao Pica-Pau, agrega em seu acervo, os
desenhos:  
A Múmia, Wolverine e os X-Men, Garfield e seus Amigos, Popeye, Pantera Cor-de-rosa, As
aventuras de Lucky Luke
, Snoop, Jhonny
Test, Huntik
 e
clássicos como: He-Man, She-ra e Mega Man. O pacote de desenhos que permanece na geladeira é capaz
de alterar o cenário das tardes na TV, uma vez, que todos os canais focam no
público adulto. Além de que ele forra o cenário, para receber atrações
adolescentes como Cris e Rebeldes.
E você qual é a sua opinião? O ADTV quer saber! Comente!

Comentar sobre