SBT comemora sucesso de câmeras escondidas com 3ª idade

 Diário de São Paulo

As tradicionais câmeras escondidas do “Programa Silvio Santos” estão
de cara nova. Curiosamente, pelas mãos de um grupo de atores já não tão
jovens assim.
Desde junho, a atração dominical exibe pegadinhas
feitas com atores da terceira idade. A ideia, que foi testada em 2011, é
explorar as reações das pessoas comuns ao ver os velhinhos em situações
inusitadas.
Versão brasileira do programa belga “Benidorm
Bastards”, “Os Velhinhos se Divertem” é um formato garimpado pelo
próprio Silvio. “Foi ele quem teve a ideia de trazer a série para o
Brasil, depois de assistir a alguns episódios em uma de suas viagens
internacionais”, admite o diretor do programa, Fabiano Wicher, em
entrevista ao BOM DIA. “Além do evidente impacto e bom humor das
situações, Silvio também se identificou com as peripécias de personagens
que, como ele, fazem da idade avançada uma grande oportunidade para
brincar e se divertir.”
Em um das gravações, duas senhoras
vestidas de freiras abrem a blusa após receberem doação para uma
campanha contra o câncer da mama.
Em outro, um velhinho surpreende
um grupo de adolescentes ao fazer manobras radicais no skate. A maioria
dos esquetes não tem diálogos. Uma trilha sonora divertida e uma edição
ágil são diferenciais do formato. Em 2011, o programa original chegou a
ganhar o Emmy, o “Oscar da TV mundial”, na categoria comédia.

No
Brasil, parte do elenco das novas pegadinhas já fazia as câmeras
escondidas tradicionais. Fernando Benini, atualmente no ar em
“Carrossel”, gravou alguns esquetes para o quadro antes de entrar na
novelinha. A maioria, no entanto, é de novatos no gênero. “É um casting
novo por se tratar de um projeto diferente das antigas pegadinhas”,
comenta Wicher. Ivo Holanda, aquele mesmo, ficou de fora do quadro.
Veracidade/
Silvio é um fã de “candid cameras”, termo usado para se referir a
atrações de humor desse tipo. Em 2009, pôs no ar um programa só com
pegadinhas picantes importadas do Leste Europeu. Chegou a dar picos de
10 pontos audiência. Isso no fim da noite.

Desde os anos 1990, no
entanto, o antigo dono do Baú investe no gênero. Além de Holanda,
Carlinhos Aguiar, que hoje dá expediente no “Jogo dos Pontinhos”, também
foi revelado no quadro do extinto “Topa Tudo por Dinheiro”.
Se o
sucesso das pegadinhas é garantido, a veracidade dos esquetes é uma
discussão que ainda dá pano para manga. Há relatos de que as pessoas
ganham cachê para participar da brincadeira. Não há, no entanto, prova
que ateste a suspeita.
Benini jura que tudo era para valer. “Tem
gente que me vê assim e não me reconhece”, afirma ele, que hoje ostenta
uma barba branca para a novelinha infantil. Falso ou não, a risada é
garantida.

Comentar sobre