SBT analisa as imagens do Pânico, e Band pode ser multada

 O departamento jurídico do SBT está analisando as imagens do programa
“Pânico na Band” do domingo (24), que mostrou o velório do personagem
Silvio Santos, interpretado pelo humorista Wellington Muniz, o Ceará.

Uma decisão judicial impede que o “Pânico” use a imagem do apresentador e
dono do SBT em seu programa. A atração não usou o nome de Silvio
Santos, mas o humorista ficou caracterizado dentro de um caixão. 

Ceará foi obrigado por uma liminar na Justiça a parar de “constranger”
Silvio Santos, em outras palavras, fazer sua imitação. O humorista o interpretava há quase 20 anos, dez deles na TV.

Segundo a mesma liminar, o “Pânico” deve manter distância de no mínimo cem metros do apresentador.

Sobre o assunto, a assessoria da emissora afirmou que a Band não irá se pronunciar.
Silvio ingressou com uma ação contra o programa no dia 28 de maio
passado. Ele teria ficado aborrecido com abordagens recentes do grupo e
com uma dublagem dele na qual foi inserida um palavrão.

Comentar sobre