Record descarta produzir próxima minissérie bíblica com produtora independente

Flávio Ricco.

A possibilidade de a próxima minissérie bíblica da Record ficar sob os cuidados de uma produtora independente, como inicialmente se cogitou em seus bastidores, foi descartada.
A decisão de agora é que será feita por equipe própria e, possivelmente, dirigida por Edgard Miranda. Chegou-se à conclusão que um produto desta natureza, com custos e exigências tão elevados, precisa ter a emissora à frente de tudo. E assim será.

Uma situação bem diferente de “Fora de controle”, ex-“Chapa Quente”, por exemplo, um projeto fechado, que conta com recursos de incentivos fiscais, via Ancine, captados pela produtora Gullane Filmes. No entanto, em se tratando deste novo trabalho, “José, de escravo a governador”, com adaptação de Vivian de Oliveira, os cuidados serão redobrados para que não se repitam alguns erros cometidos em “Davi”, principalmente no tocante a escolha de locações.

Comentar sobre