Record ataca pastor da Igreja Mundial e inicia guerra religiosa na web

Keila Jimenez

A Record arranjou mais um alvo para o “Domingo Espetacular”. A atração que foi ao ar no domingo (19), trouxe uma reportagem especial de quase 30 minutos sobre os “segredos do apóstolo Valdemiro Santiago”.
A reportagem, de Marcelo Rezende, prometia denunciar as irregularidades no que diz respeito ao uso das finanças da Igreja Mundial do Poder de Deus, na pessoa do seu gerenciador, o apóstolo Valdomiro Santiago.
Entre as acusações feitas a Valdemiro estão, principalmente, a de enriquecimento ilícito e de lavagem de dinheiro.
 O “Domingo Espetacular” mostrou também que Valdemiro foi preso em 2003 por transportar ilegalmente armas e munição. Lembrou ainda do episódio em que três pastores da IMPD foram presos em 2010, acusados de tráfico internacional de armas.
Marcelo Rezende afirmou que a matéria demorou quatro meses para ser preparada.  A emissora diz ter procurado Valdemiro para falar, mais ele não atendeu a equipe da Record.
A reportagem também não fez questão de esconder a guerra entre os dois líderes religiosos, Valdemiro e Edir Macedo, da Igreja Universal, e proprietáriod da Record.
Valdemiro foi pastor da Igreja Universal e a deixou em 1998, para montar sua própria igreja, a Igreja Mundial do Poder de Deus.
Desde então vem arrebanhando pastores da Universal e querendo conquistar fiéis de sua ex-congregação.
No final da reportagem do “Domingo Espetacular”, Rezende disse que a Record continuará  investigando o caso. A matéria causou confusão nas redes sociais, com fiéis de ambos os lados se atacando.
A reportagem bateu recorde de audiência: registrou 20 pontos no horário, empatando com a Globo em primeiro lugar. Com ela, o “Domingo Espetacular” registrou a sua melhor média no ano: 16 pontos.
Cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande SP.
Vem mais por aí.

Comentar sobre