Re-reprise de “Chocolate com Pimenta” é precoce

 Nilson Xavier

A partir de segunda-feira (12/03), a Globo reprisa na faixa Vale a Pena Ver de Novo – novamente – a novela Chocolate com Pimenta, escrita por Walcyr Carrasco e Thelma Guedes, dirigida por Jorge Fernando, Fabrício Mamberti e Fred Mayrink. A trama foi apresentada originalmente entre setembro de 2003 e maio de 2004, às 18 horas. Menos de três anos depois, ela retornou à tarde, no Vale a Pena Ver de Novo, entre julho de 2006 e janeiro de 2007. E agora está de volta.

Chocolate com Pimenta é a quarta novela re-reprisada na história do Vale a Pena Ver de Novo. As anteriores foram três novelas de Ivani Ribeiro: A Gata Comeu, A Viagem e Mulheres de Areia – cuja última reprise terminou agora, na sexta-feira (09/03). O que espanta nesta re-reprise de Chocolate com Pimenta é que é a sua terceira apresentação num espaço de menos de dez anos. As re-reprises anteriores foram apresentadas num espaço de tempo bem maior, o que até justificava uma nova apresentação.

Chocolate com Pimenta foi a escolha da Globo depois da negativa pela reprise inédita da novela Páginas da Vida – de Manoel Carlos, trama das nove apresentada entre 2006 e 2007. Parece que está cada vez mais complicado para a Globo reprisar suas novelas das nove horas. Dos últimos dez anos para cá, do horário das nove, foram reprisadas apenas O Clone (de 2001-2002), Mulheres Apaixonadas (de 2003) e Senhora do Destino (de 2004-2005). A Globo bem que tenta, mas o Ministério da Justiça impõe tantos cortes para adequar a trama para uma reprise vespertina, que a novela iria ao ar completamente mutilada. Então é preferível não apresentar, e restam as novelas dos demais horários.

As opções das seis e das sete horas também não são muitas – considerando a repercussão que as novelas tiveram em suas apresentações originais. Se levarmos em conta o espaço de tempo entre 2002 e 2008, são poucas as novelas das seis e sete, ainda não reprisadas, que despertariam interesse da audiência à tarde. Talvez apenas O Beijo do Vampiro, Cobras e Lagartos e O Profeta. Existem outras opções interessantes, de 2009 para cá, mas creio serem ainda muito recentes para uma reapresentação: Paraíso, Caras e Bocas, Cama de Gato, Escrito nas Estrelas e Ti-Ti-Ti.

Abrindo mão de uma novela mais antiga (com mais de dez anos, anterior a 2002, portanto – como foi o caso deste último repeteco de Mulheres de Areia), a Globo, parece, preferiu optar pelo que já funcionou anteriormente. Chocolate com Pimenta foi um dos maiores sucessos da história do horário das seis e foi muito bem em sua primeira reprise. Apenas lamenta-se um retorno tão precoce em detrimento a outras tramas inéditas à tarde. Ou a novelas mais antigas.

Comentar sobre