Por que “A Força do Querer” está com baixa audiência?

0
342
Bibi Perigosa (Juliana Paes) não está conseguindo segurar a audiência de "A Força do Querer". (Reprodução/Globoplay)

A edição especial da novela “A Força do Querer” de Glória Perez era a aposta da Globo para manter os excelentes índices de Audiência da edição especial de “Fina Estampa”, mas o resultado não está dentro do esperado. O que saiu da curva? Por que uma novela que fez tanto sucesso em sua exibição original está penando para bater 30 pontos de audiência (que é a meta para o horário)? É isso que vamos responder abaixo:

Principais motivos para o baixo desempenho de “A Força do Querer”:

1 – Reprise recente

Assim como aconteceu com “Novo Mundo”, exibida em 2017, “A Força do Querer”, exibida no mesmo ano, parece não conseguir cativar o mesmo público de 3 anos atrás, isso porque os acontecimentos estão muito frescos na memória do público, ainda mais se levar em consideração a enorme repercussão que a trama teve em sua primeira exibição. Não é um fato isolado, mas certamente um grande contribuinte.

2 – Horário e A Fazenda 12

Com o sucesso do reality “A Fazenda” da Record, a Globo, para impedir que seus programas percam para a concorrente, estica os capítulos de “A Força do Querer” até meados das 23h, sendo que em algumas ocasiões já levou a trama ao ar até 23h15, para revolta do público. Esse é um horário muito fora do comum para novelas das 9, que costumam ser exibidas entre 21h35 e 22h45. No início da pandemia aconteceram vários atrasos com “Fina Estampa”, mas com o pessoal em casa por conta da quarentena, a audiência não era afetada.

3 – “Fim” da Pandemia

Nos últimos meses os brasileiros parecem ter decretado por si só o fim da pandemia, isso porque bares lotam diariamente e as pessoas são vistas gerando aglomeração em vários tipos de lugares. Com o público nas ruas, o número de televisores ligados também cai, e consequentemente, a audiência também.

4 – Esgotamento do público com as reprises

No início o mundo achou que a pandemia duraria 2 ou 3 meses, mas a dificuldade de achar uma vacina e o prolongamento do isolamento social como forma de prevenir o contágio do vírus da Covid-19, e a paralisação das novelas com inserção de reprises no horário, fizeram com que o público se cansasse. Depois de 8 meses acompanhando reprises na TV, parece que as pessoas se esgotaram e preferem outro entretenimento no horário, como assistir à novela que quiser e a hora que quiser através do “Globoplay”, o crescimento massivo da plataforma durante a pandemia demonstra isso.

5 – Fim de ano

O fim de ano costuma ser terrível para a audiência da TV aberta. O mês de dezembro é o pior de todos. Calor, festas de fim de ano, pessoas viajando, buscando praias, fora de casa até tarde… tudo isso contribuiu para que a audiência caia drasticamente, e esse ano, mesmo com a pandemia, parece que não será diferente. Nesta primeira semana de dezembro todas as novelas da Globo atingiram índices abaixo do média e devem bater recorde semanal negativo.

Com uma média geral de 29,13 pontos até o capítulo 64, “A Força do Querer” não perde seu brilho, pois sua abordagem pertinente segue muito relevante na sociedade e os números devem subir a partir de janeiro do ano que vem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui