Cheia de percalços, ‘Amor de Mãe’ deixará saudades

0
84
Chay Suede e Regina Casé na cena mais aguardada de "amor de mãe" (Imagem: reprodução/internet).

Ufa! Finalmente a saga da novela das 21h Amor de Mãe está chegando ao seu desfecho. Depois de quase 1 ano fora do ar, a trama de Manuela Dias voltou à tela da Globo no dia 15 de março para finalizar sua jornada.

Amor de Mãe certamente foi uma das novelas que mais sofreram com influências externas, em toda a história da teledramaturgia brasileira. A trama estreou em novembro de 2019 substituindo o grande sucesso “A Dona do Pedaço”, que era uma novela popularesca ao extremo que deixou seu público mal acostumado, público que esse que estranhou logo de cara um folhetim delicado e com um tom bem realista como amor de mãe. As festas de fim de ano ajudaram a derrubar ainda mais a audiência, fazendo a autora se movimentar para reverter a situação.

Aos poucos a novela protagonizada por Regina Casé, Adriana Esteves e Taís Araújo cativou os telespectadores e no seu melhor momento precisou ser interrompida por conta da pandemia de Covid-19, deixando toda a reta final pendente com o público. Quase um ano se passou até que foi possível gravar e trazer amor de mãe de volta para sua finalização e deu tempo suficiente para as pessoas esquecerem muito da história e também o interesse pela busca de Lurdes (Regina Casé) por Domênico (Chay Suede).
A emissora investiu em chamadas por toda a programação, participação de atores em seus programas e um compacto especial para reconquistar o interesse do público.

Manuela Dias, autora de Amor de Mãe, elogia Chay Suede: “Quero ter sempre comigo”

A trama voltou com boa audiência e grande repercussão, mas recheada de algumas polêmicas. Alguns furos de roteiro, ou rumos que a história tomou e até a abordagem da pandemia irritaram alguns telespectadores, mas estes se mantiveram fiéis à obra até esta semana, quando os acontecimentos mais esperados estão acontecendo, como o reencontro de Lurdes e Danilo/Domênico.

Apesar dos percalços, amor de mãe encerrará sua trajetória com um saldo positivo e com um indício de uma nova era na TV onde uma novela pode se manter fiel ao seu enredo e ter uma identidade sem precisar apelar para ganhar público. E embora em alguns pontos a novela tenha cedido à vontade da audiência, ela não perdeu seu frescor e seu charme especial.

Vale elogios à direção sempre esmerada de José Luiz Villamarim, desde o filtro da imagem ao cuidado com às cenas e a escolha da trilha sonora e também da trilha instrumental. Tivemos grandes momentos e grandes atuações, com destaque para Regina Casé que passou toda a emoção da simples e calorosa mãe dona Lurdes. Esse personagem foi tão bem construído que todos sentiam como se ela fizesse parte das nossas famílias.

Amor de Mãe
Regina Casé na aguardada cena do reencontro entre Lurdes e Danilo/Domênico (Imagem: reprodução/internet).

Adriana Esteves mais uma vez brilhou como a desequilibrada Thelma. Irandhir Santos esteve em um de seus melhores papéis com o vilão Álvaro, ele soube construir um tipo odioso. Jéssica Ellen esteve muito bem como a jovem Camila, e com ela teve cenas dramáticas e necessárias. Vladimir Brichta mais uma vez deu o nome vivendo o ativista Davi. Murilo Benício poderia ter caído no estereótipo de empresário rico, mas deu todo um tom a mais para o seu Raul.

Porém o grande destaque para ser mencionado é Chay Suede. A cada trabalho o ator cresce mais e mais. O ator soube construir um tipo complexo com o tudo o que o personagem exigia, e principalmente nos últimos capítulos da trama, ele vem brilhando muito e passando grande emoção nas cenas mais esperadas. Esse tem futuro.

Amor de Mãe
Chay Suede brilhou na pele de Danilo/Domênico (Imagem: reprodução/internet).

Vale destacar ainda nomes como Ísis Valverde, Humberto Carrão, Juliano Cazarré, Thiago Martins, Nanda Costa e todo o elenco estiveram muito bem à vontade com seus personagens.

Manuela Dias teve trabalho. Escrever uma novela para ser gravada na pandemia não é tarefa fácil, principalmente por ser algo inédito na história da nossa teledramaturgia e amor de mãe chega ao fim como uma das melhores novelas das 9 dos últimos anos.

Foi além de tudo uma novela necessária e importante para a nossa sociedade. Debateu temas importantes com muito cuidado e seriedade, e sem ser piegas. Por essa razão, só há uma coisa a dizer: obrigado Manuela. Amor de Mãe deixará saudades!

SIGA O ADTV NAS REDES

Quer acompanhar tudo sobre Famosos, Notícias da TV, Audiência da TV, Mundo Pop, Futebol, EsportesMMA, Streaming, Programação de TVNovelas e mais? Siga nossas redes sociais, FacebookInstagram, ou Google News! Ou procure digitando nos resultados de busca por: ADTV!