Neymar se pronuncia sobre ataque racista

"Vamos nos encontrar novamente e vai ser do meu jeito: jogando futebol", disse o atacante do PSG.

0
133
Neymar Jr. (Foto: Reprodução/ Internet).

Nesta segunda-feira (14), Neymar Jr se pronunciou sobre o ataque racista que sofreu no último domingo no jogo onde o Paris Saint Germain enfrentou o Olympique de Marselha. Através de seu perfil no Instagram, o atacante desabafou e falou sobre a revolta que sentiu contra o jogador do time adversário Álvaro Gonzáles.

+ Maurício Manieri sofre infarto

“Ontem me revoltei. Fui punido com um vermelho depois de dar um cascudo em quem me ofendeu. Achei que não poderia sair sem fazer nada, porque percebi que os responsáveis não fariam nada. Não perceberam ou ignoravam. Durante o jogo, queria dar a resposta como sempre: jogando futebol. Os fatos mostram que não consegui. Me revoltei “, desabafou o jogador em seus Stories. Ele também explicou que, apesar de entender a rivalidade dos jogadores em campo, acrescentou que “preconceito e intolerância são inaceitáveis”, começou.

Neymar segue e fala sobre sua etnia e a falta de imparcialidade do árbitro que não puniu Álvaro: “Sou negro.Filho de negro. Neto e bisneto de negro. Tenho orgulho e não me vejo diferente de ninguém. Ontem eu queria que os responsáveis pelo jogo (Árbitro, auxiliares) se posicionassem de modo imparcial e entendessem que não cabe tal atitude preconceituosa”, explicou.

O jogador ainda se diz triste pelo ódio que sua revolta pode ter causado e reflete: “Deveria ter ignorado? Não sei ainda… Hoje com a cabeça fria respondo que sim. Mas oportunamente eu e meus companheiros pedimos ajuda aos árbitros e fomos ignorados, esse é o ponto”, escreveu.

“O racismo existe. Existe. Mas temos que dar um basta. Não cabe mais. Chega! O cara foi um tolo, eu também fui por me deixar ser atingido. Eu ainda hoje tenho o privilégio de manter a cabeça erguida, mas todos nós precisamos refletir sobre que nem todos os pretos e brancos podem estar na mesma condição. O dano do confronto pode ser desastroso para ambos os lados. Quer seja preto ou branco. Não quero e não podemos misturar assuntos. Cor de pele não é escolha. Perante Deus somos todos iguais”, afirmou o jogador.

Neymar finaliza seu pronunciamento ressaltando que o ataque racista ocorreu mas que responderá de forma diferente na próxima vez: Jogando futebol.

Quer acompanhar tudo sobre Famosos, Notícias da TV, Audiência da TV, Mundo Pop, Futebol, Streaming, Programação de TV, Novelas e mais? Siga nossas redes sociais, FacebookInstagram, ou Google News! Ou procure digitando nos resultados de busca por: ADTV!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui