Mariana Ferrão conta sobre o desafio de deixar à TV Globo

0
28
Mariana Ferrão
Mariana Ferrão (Foto: Reprodução).

Mariana Ferrão, ex-apresentadora do Bem Estar, contou ao site Universa do UOL todos os desafios que viveu durante o seu pedido de demissão da TV Globo e além disso, contou que não se preparou financeiramente para a saída.

“A frase que mais ouvi quando disse que ia sair da Globo foi: ‘Como queria ter sua coragem!’ Mal sabiam as pessoas que tudo que eu sentia naquele momento era medo”, disse.

“Tomei a decisão de seguir um caminho próprio quase que no impulso. Já estava insatisfeita no ‘Bem-Estar’ porque o programa, que nasceu com a proposta de falar de saúde, cada dia mais tratava apenas de doença”, contou.

“Um dia, mediando um debate com uma psicóloga, uma menina na plateia perguntou como ela fazia para ser ela mesma. Achei aquele questionamento tão curioso que repliquei essa dúvida para meus seguidores no Instagram”, revelou.

“Mais de 5 mil pessoas me responderam falando que não sabiam como ser elas mesmas. Percebi que autoconhecimento poderia ser um negócio — mas como criar uma empresa sem a clareza do que desejava?”, enfatizou.

Comecei a fazer vários cursos para me entender e me conectar comigo mesmo. Isso me fez ver que queria trabalhar novamente com saúde. Em paralelo ao trabalho da TV, nasceu assim a ideia da Soul.Me, uma plataforma digital de conteúdo com foco em qualidade e bem-estar físico e mental”, informou.

“Meu contrato estava para ser renovado e, se assinasse novamente com a emissora, teria que ficar lá por mais dois anos. Decidi pedir demissão sem qualquer planejamento financeiro. Não recomendo isso a ninguém”, disse.

“Foram literalmente noites sem dormir porque não sabia como pagar as contas nos meses seguintes. Tinha medo de minha empresa dar errado, medo de as pessoas não gostarem mais de mim, de não me reconhecerem mais nas ruas”, revelou.

“Fui sendo chamada para dar palestras e isso foi equilibrando minhas finanças e me acalmando. Percebi que quando você cria uma carreira em bases sólidas, as coisas acontecem. Mas, mesmo com tudo fluindo bem, esse processo de reinvenção é muito difícil”, destacou.

“Empreendendo tive que definir meus valores e educar meus clientes para respeitá-los. Se você não tem claro em mente quem você é e como deseja atuar, aceita qualquer oferta. Autoconhecimento é fundamental para quem deseja promover mudanças profissionais e impor limites”, relatou.

“Aprendi que quando você está por você, qualquer atitude tem uma consequência direta em sua imagem. Por isso, ano passado, recusei uma proposta de R$ 1 milhão feita por uma empresa que não tem a ver com o que acredito”, disse ainda.

“Mas confesso que estar numa empresa em que todos os processos estão azeitados é infinitamente menos estressante. Eu tinha uma vida mais confortável e com menos responsabilidades, mas hoje sou mais feliz”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code