Globo não se responsabiliza por morte em “The Ultimate Fighter”

No contrato do UFC há cláusulas que isentam a Globo de responsabilidade com relação aos participantes.

O mesmo ocorre com relação ao reality show de lutadores “The Ultimate Fighter”, que estreia no próximo domingo.
A emissora, entre outras coisas, pode romper o contrato, sem multa, se algum lutador morrer em combate.
Procuradas, a Globo e a organização do UFC dizem que as cláusulas contratuais são confidenciais.
A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez.

Comentar sobre