UFC: Brasil pode terminar 2020 com maior número de cinturões da história

Além da já detentora de dois cinturões no UFC outros brasileiros terão a chance de disputar o tão sonhado títulos do ultimate.

0
195
blank

Gilbert Durinho, Paulo Borrachinha, José Aldo e Deivison Figueiredo tem lutas marcas em suas respectivas categorias para tentar buscar o tão sonhado cinturão do UFC e trazê-lo para o Brasil.

O segundo semestre de 2020 promete ser histórico, a pandemia do covid-19 não abalou em nada os eventos do ultimate, o presidente da organização Dana White, não parou o cronograma e transferiu todos as lutas para a ”ilha da luta” que fica em Abu Dahbi nos Emirados Árabes Unidos. O local sediará todos os eventos até o fim da pandemia.

O recorde do país é de quatro cinturões em 2012, Renan Barão (peso-galo), José Aldo (peso-pena), Anderson Silva (peso-médio) e Junior Cigano (peso-pesado) conquistaram simultaneamente, tempos de ouro para o esporte aqui no Brasil.

Hoje, oito anos depois o Brasil tem a chance de superar esse feito histórico. Paulo Borrachinha irá enfrentar o nigeriano erradicado na Nova Zelândia Israel Adesanya pelo título dos pesos-médios. Os dois estão invictos nas suas respectivas carreiras, ainda sem data definida o duelo promete ser de muita trocação do começo ao fim.

Na categoria dos pesos-galo, o ex-campeão peso-pena e lenda do esporte José Aldo Júnior vai enfrentar a sensação russa Petr Yan. Nas casas de apostas o brasileiro é tratado como azarão. O duelo será realizado do UFC 251.

https://audienciadetv.com.br/ufc-251-saiba-onde-assistir-de-graca-card-completo-e-palpites/

Outro integrante do esquadrão brasileiro que tem chances reais de trazer a cinta para o país é o peso-mosca Deivison Figueiredo, o Paráense até então conhecido pelos brasileiros já teve a chance de ser campeão da categoria, chegou a nocautear o detentor linear do cinturão Joseph Benavidez, porém como não bateu o peso a luta não valeu pelo títúlo. Agora terpa a revanche contra o campeão e aparece como favorito nos sites de apostas para a luta.

Caso se confirme as vitóriaso Brasil terá 6 cinturões mundiais, baterá o recorde histórico do país e também do UFC. Atualmente os países mais vitoriosos são:

EUA: 3 cinturões (Peso-pesado, peso-meio-pesado, Peso-leve interino)

Brasil: 2 Cinturões(Peso-pena feminino e peso-galo feminino)

Nigéria: 2 Cinturôes (Peso-meio-médio e Peso médio)

Rússia: 2 cinturões (Peso-leve e peso-palha feminino)

China: 1 Cinturão. (Peso-mosca Feminino)