“Carrossel” crava 13 pontos na estreia

Um dos maiores sucessos da teledramaturgia destinada ao público infantil é a nova aposta do SBT.

“Carrossel”, produzido pela Televisa em 1989 e transmitido aqui no
Brasil entre 1991 e 1992, ganhou uma releitura, assinada por Íris
Abravanel, que estreou nesta segunda-feira (21).

De acordo com dados consolidados do Ibope na Grande São Paulo,
no ar das 20h30 às 21h20, a novela atingiu o segundo lugar isolado com
13 pontos de média, picos de 15 e 19% de share, contra 8 da Record e 35
da Globo.

Na última sexta-feira (18), “Corações Feridos” havia registrado 8
pontos no mesmo horário, o maior índice desta novela conquistado até
então.

Sendo assim, a estreia de “Carrossel” registrou 5 pontos a mais em
comparação a maior média de sua antecessora, que normalmente vinha
marcando entre 5 e 7 pontos no Ibope.

E mais: esses 13 pontos credenciam “Carrossel” como a maior audiência
do SBT na teledramaturgia desde a reprise de “Pantanal”, em 2008, uma
produção da extinta TV Manchete.

Já levando em conta uma novela produzida pela emissora de Silvio
Santos, a história da professora Helena e seus alunos atingiu a maior
média desde “Os Ricos Também Choram”, de 2005, quando em sua estreia
marcou 17 pontos – mas depois caiu.

A estreia teve enorme repercussão no Twitter e emplacou várias
hashtags entre os assuntos mais comentados no microblog, o chamado
“Trending Topics”. No geral, o público aprovou a trama.

A novela

A história de “Carrossel” começa com o drama vivido pelos alunos da
Escola Mundial. O ano letivo se inicia e os estudantes continuam sem
aulas. Tudo porque a última professora da turminha desistiu dos alunos
por causa do estresse do dia a dia.

“Carrossel” entra em cena com a chegada à escola da professora
Helena, que, mesmo sendo jovem, é bastante preocupada em oferecer a
melhor formação possível aos alunos. Com seu jeito delicado, ela passa a
ser a primeira docente a conquistar a simpatia dos alunos da turma do
terceiro ano e precisará em diversas ocasiões enfrentar a rígida
diretora Sra. Olívia, que não gosta da tolerância de Helena com os
alunos.

Além de ter a confiança dos pequenos, a professora também se
envolverá nos conflitos familiares e pessoais de cada um deles. Com
isso, Helena se tornará amiga e conselheira das crianças.

Comentar sobre