Após fala de Bolsonaro na ONU, mulher pede auxílio de US$ 1.000 dólares

Presidente afirmou na ONU que pagou US$ 1.000 dólares aos contemplados do auxílio emergencial

0
1376
Bolsonaro em fala na ONU (Foto: Reprodução).

Uma desempregada do estado do Rio de Janeiro, entrou na Justiça contra a União após o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, afirmar que, havia pago aos brasileiros 1.000 US$ no auxílio emergencial.

A dona de casa que mora em Santa Teresa, Rio, acionou uma advogada para receber a diferença entre o valor recebido e o divulgado pelo presidente em discurso de abertura na ONU.

De acordo com o site UOL, a advogada Leila Loureiro deu entrada no processo na quinta-feira, (24). Na sexta-feira (25), a juíza federal substituta Angelina de Siqueira, intimou a União Federal para prestar informações em até 10 dias e, caso não reconheça o pedido, apresentar contestação em 30 dias.

“A ação é inédita e não é tão simples, mas a gente concluiu que a fala do presidente tem repercussão no mundo dos fatos, o presidente está como chefe de estado perante a Assembleia da ONU e é necessário responsabilidade no discurso. A gente busca reparação de cunho pedagógico para que nossos líderes entendam que existe materialização da fala. Essas pessoas são credoras”, afirmou a advogada ao site UOL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code